PT | EN
ENVIA-NOS UMA MENSAGEM geral@rostosolidario.pt
CONTACTA-NOS +351 256 336 001
FAÇA UM DONATIVO

SIEP – “Generating social inclusion through Education Pills and Theatre of Opressed around the world”

SIEP

Estado: em curso
Início: 2018
Conclusão: 2020
LocaisValladolid e Salamanca, Espanha; Assunção, Paraguai; Santo Domingo, República Dominicana; Santa Maria da Feira, Portugal

Promovido por: Fundacion ASPAYM Castilla Y Leon – Espanha

Parceiros

Biderbost Boscan & Rochin SL, Espanha

CEPAG Centro De Estudios Paraguayos Aantonio Guasch, Paraguai

Instituto de Desarrollo de la Economía Asociativa, República Dominicana

Rosto Solidário, Portugal

Entidade Financiadora: Erasmus+ 

O SIEP – “Generating social inclusion through Education Pills and Theatre of Opressed around the world” é o primeiro Projeto AC2 em que a Rosto Solidário integra um consórcio com países da América Latina, como é o caso do Paraguai através da CEPAG – Centro de Estudios Paraguayos Antonio Guasch, e da República Dominicana através do IDEC – Instituto de Desarrollo de la Economía Asociativa.

O SIEP promove valores como igualdade e solidariedade entre os participantes, profissionais de juventude e jovens, capacitando-os para devolver aos jovens com menos oportunidades, espaços em que possam vivenciar a realidade quotidiana das pessoas envolvidas em casos de bullying e cyberbullying, especialmente em pessoas com deficiência, menos oportunidades e minorias. Para trabalhar estas temáticas o Projeto privilegia o recurso a ferramentas de metodologias participativas, como o “Teatro do Oprimido” e as “Educational Pills “. A primeira metodologia adotada, o “Teatro do Oprimido” é considerada uma criativa ferramenta pedagógica de aprendizagem não-formal. Com as técnicas decorrentes desta metodologia, serão simuladas situações diferentes, provenientes diretamente da experiência de vida pessoal e coletiva dos participantes. Durante os cursos de formação os participantes serão apresentados às teorias e práticas desta metodologia, envolvendo-os na descoberta, reflexão crítica e diálogo em relação às temáticas do bullying e ciberbullying, através de exercícios que permitam uma melhor compreensão sobre as mesmas e também sobre os próprios, as comunidades e o mundo.

Os participantes terão ainda a oportunidade de discutir problemas e soluções para os mesmos, procurando gerar alternativas para a mudança social nas suas vidas, grupos e contextos de origem, de maneira criativa. Terão também a oportunidade de desenvolver a sua capacidade de empatia, através de exercícios sobre o respeito à diversidade e consequente eliminação de barreiras sociais. Serão exploradas formas de prevenir o bullying e o cyberbullying e, portanto, formas de promoção da inclusão social.

As metodologias escolhidas para a execução deste Projeto, funcionam criando um ambiente cooperativo e democrático, valores importantes em contexto de educação e cidadania global.

Objetivos

– Proporcionar um espaço para discussão e intercâmbio de boas práticas com base em contribuições teóricas e práticas sobre a inclusão de jovens com ou sem deficiência e com menos oportunidades;

– Criar um programa de formação e educação para prevenir e intervir em casos de bullying e ciberbullying, com uma abordagem participativa baseada em TIC;

– Partilhar boas práticas em inclusão, aumentando assim a qualidade das organizações parceiras na organização de atividades inclusivas para jovens;

­- Formar cidadãos solidários, com espírito crítico e comprometidos com a diversidade (jovens empatizam e tornam-se conscientes da realidade quotidiana das pessoas com deficiência ou com menos oportunidades);

– Melhorar a qualidade de vida dos jovens com deficiência ou com menos oportunidades, facilitando a sua inclusão em todas as áreas, promovendo a sua independência e permanência nos seus contextos;

– Promover relações positivas entre os jovens, criar redes pessoais e promover o empoderamento dos jovens participantes em geral e dos jovens com diversidade funcional, em particular.

– Criar e/ou fortalecer parcerias entre organizações de países parceiros da UE e da América Latina.

Galeria

Subscreva a nossa newsletter