PT | EN
ENVIA-NOS UMA MENSAGEM geral@rostosolidario.pt
CONTACTA-NOS +351 256 336 001
FAÇA UM DONATIVO

Campanha de Solidariedade Passionista com Moçambique

Solidariedade Passionista com Moçambique

Click here for English version.

A Rosto Solidário, em conjunto com os Missionários Passionistas, apresenta a Campanha: Solidariedade Passionista com Moçambique.

Objetivo: reunir fundos para apoiar a resposta de emergência nas zonas de Moçambique afetadas pelos ciclones Idai e Kenneth.

A Campanha centra-se na recolha de fundos por ser a forma mais fácil de fazer chegar o apoio de todos e todas nós ao país, tendo em conta a sua urgência. As zonas e setores onde estes fundos serão aplicados, serão decididos em função das necessidades prioritárias.

Por um lado, no que diz respeito à resposta de emergência às pessoas afetadas pelo ciclone Idai, na região da Beira, a entidade parceira local da Rosto Solidário e dos Missionários Passionistas é Arquidiocese da Beira. No passado dia 15 de abril foi já enviado um donativo no valor de 5000€ para a Arquidiocese da Beira. De acordo com uma representante da equipa de coordenação da resposta humanitária da Arquidiocese da Beira, parceiro local desta campanha, em meados de abril, “apesar de ter já ter passado um mês desde a catástrofe, há ainda muitas comunidades isoladas, às quais só se consegue chegar de barco”.

Este donativo foi usado para assegurar a alimentação de 250 famílias em situação de vulnerabilidade, através da distribuição de kits alimentares:

Armazenamento e preparação dos kits

O Bispo presencia a preparação

Distribuição dos kits

Para informação detalhada, por favor, consulte aqui a memória descritiva de autoria da Arquidiocese da Beira.

 

Por outro lado, no que diz respeito à resposta de emergência às pessoas afectadas pelo ciclone Kenneth, na região de Pemba, a entidade parceira local é a Diocese da Beira, na pessoa de D. Luiz Fernando Lisboa – Secretário da Conferência Episcopal de Moçambique, Bispo de Pemba e Missionário Passionista. Nas palavras de D. Luiz, logo após a passagem do ciclone Kenneth: “ainda não temos o total de perdas humanas porque algumas áreas estão ainda sem comunicação. Sabemos de cerca de 40 pessoas. As perdas materiais são incalculáveis. Há Distritos em que a destruição chegou a 90%. Nestes dois últimos dias está chovendo muito em toda a Província, os rios transbordaram e resultaram em mais destruições de casas e plantações. A cidade de Pemba, ontem, domingo, teve alagamento em todos os bairros com muita destruição.”

 

Junte-se a nós e apoie a resposta e reconstrução das comunidades afetadas, através da conta:

BANCO Montepio

IBAN: PT50-0036.0095.9910.0047.9506-0

Código BIC: MPIOPTPL

Todos os donativos conferem o direito a recibo. Caso deseje obter o recibo do seu donativo, envie o comprovativo da transferência bancária com a indicação de nome completo, NIF e morada para secretaria@rostosolidario.pt .

Para mais esclarecimentos e informação contacte-nos através do email: geral@rostosolidario.pt e do telefone: 00351 256 336 001

 

Pontos de situação do contexto local:

29 de abril de 2019: De acordo com os dados preliminares do Instituto Nacional de Gestão de Calamidades do governo Moçambicano  o número de pessoas afetadas pelo #CicloneKenneth ascende as centro e sessenta mil, nomeadamente, 168.254.  Mais de vinte mil alunos e alunas (21.120) foram afetadas, sendo que 193 salas de aula foram danificadas. Assista ao testemunho do Administrador do Ibo sobre as consequências do #CicloneKenneth.

 

 

12 de abril de 2019: De acordo com as atualizações do Instituto Nacional de Gestão de Calamidades do governo Moçambicano  o número de pessoas afetadas pelo #CicloneIdai ultrapassa o milhão e meio, nomeadamente, 1.514.662. Mais de duzentos e sessenta mil alunos e alunas (335.132) foram afetadas, sendo que 3.504 salas de aula foram danificadas.

 

 

 

4 de abril de 2019: De acordo com as atualizações do Instituto Nacional de Gestão de Calamidades do governo Moçambicano  o número de pessoas afetadas pelo #CicloneIdai ultrapassou agora um milhão, nomeadamente, 1.416.024. Mais de duzentos e sessenta mil alunos e alunas (262.120) foram afetadas, sendo que 3.344 salas de aula foram danificadas.

 

 

 

2 de abril de 2019: Dados atualizados do INGC de Moçambique apontam para 967.014 pessoas afetadas, entre as quais 150.854 alunos e alunas.

 

 

 

 

22 março de 2019: O Instituto Nacional de Gestão de Calamidades do governo Moçambicano dá conta de cerca de 92 561 pessoas afetadas. Sendo que 14 310 crianças deixaram de poder ir à escola, sendo que 616 salas de aula sofreram danos.

Subscreva a nossa newsletter