PT | EN
ENVIA-NOS UMA MENSAGEM geral@rostosolidario.pt
CONTACTA-NOS +351 256 336 001
FAÇA UM DONATIVO

Campanha de Solidariedade Passionista com Moçambique

Solidariedade Passionista com Moçambique

Click here for English version.

A Rosto Solidário, em conjunto com os Missionários Passionistas, apresenta a Campanha: Solidariedade Passionista com Moçambique.

Objetivo: reunir fundos para apoiar a resposta de emergência nas zonas de Moçambique afetadas pelo ciclone Idai. A Campanha centra-se na recolha de fundos por ser a forma mais fácil de fazer chegar o apoio de todos e todas nós ao país, tendo em conta a sua urgência.

O montante angariado é entregue à Igreja Católica Moçambicana, na pessoa de D. Luiz Fernando Lisboa – Secretário da Conferência Episcopal de Moçambique, Bispo de Pemba e Missionário Passionista. As zonas e setores onde estes fundos serão aplicados, serão decididos em função das necessidades prioritárias.

Junte-se a nós e apoie a resposta e reconstrução das comunidades afetadas, através da conta:

BANCO Montepio

IBAN: PT50-0036.0095.9910.0047.9506-0

Código BIC: MPIOPTPL

Todos os donativos conferem o direito a recibo. Caso deseje obter o recibo do seu donativo, envie o comprovativo da transferência bancária com a indicação de nome completo, NIF e morada para secretaria@rostosolidario.pt .

Para mais esclarecimentos e informação contacte-nos através do email: geral@rostosolidario.pt e do telefone: 00351 256 336 001

 

Pontos de situação do contexto local:

4 de abril de 2019: De acordo com as atualizações do Instituto Nacional de Gestão de Calamidades do governo Moçambicano  o número de pessoas afetadas pelo #CicloneIdai ultrapassou agora um milhão, nomeadamente, 1.416.024. Mais de duzentos e sessenta mil alunos e alunas (262.120) foram afetadas, sendo que 3.344 salas de aula foram danificadas.

 

 

 

2 de abril de 2019: Dados atualizados do INGC de Moçambique apontam para 967.014 pessoas afetadas, entre as quais 150.854 alunos e alunas.

 

 

 

 

22 março de 2019: O Instituto Nacional de Gestão de Calamidades do governo Moçambicano dá conta de cerca de 92 561 pessoas afetadas. Sendo que 14 310 crianças deixaram de poder ir à escola, sendo que 616 salas de aula sofreram danos.

Subscreva a nossa newsletter